Controlar a vontade de comer é essencial para conseguir diminuir o perímetro da cintura, consumir apenas as calorias que precisa é o primeiro passo para conseguir ter um peso saudável (1).

Existem inúmeras estratégias alimentares que podem ser auxiliadas por extractos naturais eficazes neste processo - como o HCA (ácido hidroxicítrico) presente na garcinia cambogia que melhora a regulação do processo hormonal responsável pela saciedade. Está cientificamente provado que este componente presente na garcinia reduz a ingestão alimentar e por consequência o ganho de gordura. Os extractos deste fruto têm ainda uma acção anti-inflamatória, anticancerígena e benefícios ao nível da diabetes, colesterol e triglicéridos (2,3,4).

Todo o processo associado à perda de peso deve ser baseado na melhoria dos hábitos alimentares através de estratégias simples que podem ser facilmente incluídas nas rotinas do dia-a-dia, pequenas mudanças podem ser passos determinantes para grandes resultados.

Estratégias para controlar o apetite:

  - Comer sopa juliana em vez de creme de legumes – o valor calórico é igual mas o facto de ter de mastigar os legumes vai aumentar a saciedade da refeição;

  - Optar por iogurtes sólidos em vez de iogurtes líquidos – para além de representarem uma quantidade total inferior os iogurtes sólidos conferem uma maior sensação de refeição. As refeições mais longas conferem mais saciedade ao contrário das muito rápidas (como o iogurte líquido que pode ser bebido em apenas alguns segundos) (5). Podem ainda ser adicionadas sementes de chia ou sésamo ao iogurte para que tenha efectivamente que mastigar, não só as refeições de prato mas, também estes pequenos lanches;

  - Comer em pratos mais pequenos – o efeito visual do prato cheio também contribui para a sensação de saciedade e um prato composto mas de menores dimensões representa menos calorias. O tamanho dos pratos é fundamental para controlar as doses, nos últimos 50 anos o tamanho aumentou mais de 20% ao mesmo tempo que os níveis de obesidade foram crescendo, representando actualmente o dobro do que no início dos anos 80 (6,7) .

Patrícia Fernandes
Dietista
Licenciada em Dietética e Nutrição


Referências:

(1) Abdominal perimeterisassociatedwithfoodintake, sociodemographicandbehavioralfactorsamongadults in southernBrazil: a population-based study, Longo GZ, Segheto W, Silva DC, Ribeiro AQ, Franco FS, Souza JD, Coelho FA, Oliveira JM.NutriciónHospitalaria, 2015

(2) Theefeectofeatingfrequencyonappetitecontrolandfoodintake: briefsynopsisofcontrolledfeedingstudies, Heather J, Leidyand Wayne W. Campbell. TheJournalofnutrition. Abril 2009

(3) A comprehensivescientificoverviewof Garciniacambogia, Semwal RB, Semwal DK, Vermaak I, Viljoen A, TheJournal for theStudyof Medicinal Plants, Fitoterapia; volume 102, Fevereiro 2015

(4) Hypolipemiceffectof Garciniacambogia in obesewomen, Vasques CA, Schneider R, Klein-Júnior LC, Falavigna A, Piazza I, Rossetto S. Phytotherapy Research;volume 28, Junho 2014

(5) A ReviewofWeightControlStrategiesandTheirEffectsontheRegulationof Hormonal Balance, Neil A. Schwarz, B. RhettRigby, Paul La Bounty, BrianShelmadine, and Rodney G. Bowden, JournalofNutritionandMetabolism, 2011

(6)Obesityandoverweight. WorldHealthOrganization. Factsheet N°311, UpdatedJanuary 2015

(7) Howportionsizes are leavingconsumers in thedark, HeartMatters Magazine. BritishHeartAssociation, 2014

Os suplementos alimentares não devem ser utilizados como substitutos de um regime alimentar variado. Não deverá exceder a toma diária recomendada. Manter fora do alcance e da visão das crianças. Este Suplemento Alimentar não é um medicamento. Não tomar em caso de hipersensibilidade a um dos ingredientes. Recomenda-se o consumo de pelo menos 2 litros de água por dia. Não utilizar em caso de gravidez ou lactação. Indivíduos com uma condição médica conhecida devem consultar um médico antes de usar este ou qualquer suplemento dietético.