Alguns conselhos dados por profissionais de saúde, em particular dietistas, parecem simples: “beba mais água” ou “coma mais peixe” são dicas simples que não precisam de muita interpretação, mas há outras que podem querer dizer o contrário daquilo que pensa.

Neste artigo vamos ajudá-lo a decifrar algumas das expressões que habitualmente fazem parte dos conselhos para uma alimentação saudável.

Coma pão mais escuro

Esta dica sugere que troque o pão branco por pão mais escuro, igualmente em quantidades moderadas. Mas, pão escuro não significa que aquele pão fatiado com uma apelativa embalagem e com uma validade de vários dias seja uma boa opção. Aliás é uma má opção. Pão escuro quer dizer pão de centeio, mistura, integral ou alfarroba (entre outras) é uma boa escolha se for comprado na padaria ou num local com fabrico próprio. Os pães de forma e os pães de supermercado devem ser evitados pois têm mais aditivos, são mais industrializados, muitas vezes pré-congelados e apenas reaquecidos para que tenha a falsa ideia de que está a comer pão fresco.

Por isso, se quer comer pão de qualidade que tenha mais fibra e sacie durante mais tempo escolha o pão elaborado de uma forma mais tradicional e que tenha um rótulo sem aditivos, principalmente que não tenha a capacidade de ficar vários dias lá em casa sem ganhar bolor. 

Não beba refrigerantes

Esta é uma frase que já ouviu dezenas de vezes do seu médico de família, do seu cardiologista e provavelmente até dos seus amigos ou família. Esta é garantidamente uma expressão que ouvirá de um dietista se o seu objectivo é controlar o peso e ser saudável. Mas, a palavra refrigerante quer dizer mais do que imagina, não são só as bebidas com gás vendidas habitualmente com o fast food. Os famosos ice tea também são refrigerantes, alguns dos sumos que são comercializados como adequados para as crianças e até águas com sabores estão carregadas de açúcar, corantes, conservantes ou outros aditivos que não trazem qualquer benefício para a saúde e que também são refrigerantes. Por isso evitar os refrigerantes significa deixar a maioria destas bebidas industrializadas e passar para opções mais saudáveis como os chás, infusões ou opções simples como ferver casca de maçã ou de ananás e utilizar como refresco. Utilizar fruta para fazer um sumo também é uma escolha mais saudável, mas lembre-se que não deve utilizar grandes quantidades, que não deve adicionar açúcar e que a melhor forma de comer fruta é ao natural e não triturada.

Coma fruta

A fruta é indissociável de uma alimentação saudável. Mas esta sugestão, que parece tão simples, tem também interpretações a fazer. Quando lhe sugerem que coma fruta na prática a sugestão é de que coma fruta da época sempre que possível proveniente do seu próprio país e de origem biológica. Deve também ter o cuidado de comer fruta de forma sazonal, de acordo com aquilo que está naturalmente disponível nas várias estações do ano. Além disso quando lhe dizem para comer fruta 3 vezes por dia na prática são porções.

Uma maçã é o equivalente a 2 ameixas, 10 morangos médios ou 20 cerejas

Por isso fruta 3 vezes por dia não significa 3 peças mas sim 3 porções que podem representar quantidades diferentes consoante a fruta escolhida. É saudável é verdade, mas o seu consumo deve ser regrado, tal como de todos os alimentos que consome no dia-a-dia.

É ainda importante realçar que nenhuma destas porções de fruta inclui fruta desidratada, enlatada ou qualquer tipo de purés de fruta pré-embalados. Comer fruta significa essencialmente consumir fruta fresca, se possível com casca e que não esteja forrada de uma capa brilhante completamente artificial. 

Quando se trata de melhorar a saúde através de uma melhor alimentação todos os bons conselhos são bem-vindos, mas é essencial compreender da melhor forma as mensagens que estão a ser passadas ou corre o risco de estar a cometer vários erros. Sempre que lhe forem dados este tipo de conselhos não fique com dúvidas, pergunte, esclareça aquilo que pode ter várias interpretações, pequenos detalhes podem fazer a diferença entre uma má escolha ou uma escolha saudável.

Patricia Fernandes
Dietista
Licenciada em Dietética e Nutrição


Os suplementos alimentares não devem ser utilizados como substitutos de um regime alimentar variado. Não deverá exceder a toma diária recomendada. Manter fora do alcance e da visão das crianças. Este Suplemento Alimentar não é um medicamento. Não tomar em caso de hipersensibilidade a um dos ingredientes. Recomenda-se o consumo de pelo menos 2 litros de água por dia. Não utilizar em caso de gravidez ou lactação. Indivíduos com uma condição médica conhecida devem consultar um médico antes de usar este ou qualquer suplemento dietético.